abril 07, 2018

[História] O início de tudo pt. 01

















"Ae galera, meio tarde hoje, mas vou aproveitar o gás para postar alguma coisa aqui. Quero aproveitar e postar bastante coisa no blog enquanto ele ainda é novo, senão eu me desanimo (mentira).

Bom, provavelmente, se você veio aqui, você deve saber pelo menos um pouco sobre Visual Novels, mas caso você não saiba ou sabe pouco, estarei esclarecendo algumas coisas. Por ser um tópico muito extenso, estarei publicando por partes. Além de ser menos cansativo para ler, também estarei me aprofundando ainda mais no assunto para não falar bobagem aqui.

Visual Novel. Literalmente, novela visual em português, é um sub-gênero de jogos eletrônicos onde você incorpora um determinado personagem, homem ou mulher (ou ainda, em alguns jogos, você pode escolher o sexo do personagem principal) e a sua história no jogo, onde você conhece novos personagens que interagem com você na sua história e vice-versa, através de opções de diálogo e demais meios.

Seja simplesmente entrar na vida do personagem durante um período de aulas, seja dada a você uma missão a ser cumprida, ou apenas questão de sobrevivência em um meio hostil, sempre o jogo tem uma história básica que vai se desenvolvendo ao decorrer do jogo, como em qualquer outro jogo normal, mas depois (na maioria dos jogos, pelo menos), o próprio jogo te dá uma liberdade para fazer escolhas, onde elas diretamente afetam a história de seu personagem, seu nível de relacionamento com alguma menina para ela mais tarde gostar de você, e até mesmo determinar a morte de uma personagem do jogo, ou mesmo do personagem principal, resultando geralmente em um DEAD END (falarei mais sobre isso em uma outra postagem. Como disse, o assunto é muito extenso para um post só).                               

Sobre a história das visual novels, têm-se relatos que os primeiros títulos foram lançados em meados da década de 80 no Japão, e à princípio, eram exclusivos para computadores. No seu início, visual novels não tinham dublagem, ou seja, era apenas um monte de texto em japonês na tela que contava uma história, e quando muito, tinham apenas um punhado de CGs (Computer Graphics, ou gráficos de computador, ao pé da letra), que nada mais eram desenhos de cenários bem primitivos ou desenhos das personagens do jogo.

CURIOSIDADE: VNs nessa época eram distribuídos em disquetes, que nem eram daqueles de 1,44mb, se é que você me entende. Entretanto, como visual novels focam mais em textos do que em gráficos, haviam visual novels dessa época que duravam 5~6 horas para mais. E ter tudo isso de informação junto com gráficos era algo que podemos dizer que é impressionante.

Por ser, em sua esmagadora maioria, títulos exclusivamente lançados no Japão e, portanto, disponíveis apenas em japonês, o ocidente mal se importava com esse gênero, tanto por questões políticas (sim, guerra fria também afetou games na época) quanto por interesse. Afinal, estávamos na época do nintendinho, não tinhamos tecnologia tão avançada assim...bem, exceto no cinema, mas isso é um caso à parte, caso você se interesse pelo motivo.

Talvez o primeiro título de Visual Novel que se tornou interessante para o público ocidental foi o título "Snatcher", da Konami, lançado em 1988 que, coincidentemente ou não, foi escrita e dirigida pelo criador da série Metal Gear, Hideo Kojima, que narrava a história de um detetive que investigava biorobôs que matam pessoas reais e tomavam o seu lugar na sociedade. Acredite, foi esse jogo que serviu como base para a franquia Exterminador do Futuro.
O jogo foi tão bom que foi relançado mais tarde em CD-ROM, PS1 e até para Sega CD, além de ser localizado para os Estados Unidos e ter uma notável tradução em português de 2003.

Vale ressaltar que visual novels eram feitas também por grandes empresas japonesas que dominam boa parte do mercado de jogos agora, como Konami, Capcom, Hudson Soft e até mesmo a Nintendo com a série Famicon Tantei Club.

Bom, já dei um bom resumo sobre visual novels e o começo de sua história no mundo dos games. Encerrarei o post por hoje para não se tornar algo muito cansativo, mas estarei postando mais nos próximos dias.

No próximo post de "Um pouco sobre Visual Novels", o progresso das VNs na década de 90, empresas que se destacaram, e mais jogos que se destacaram.

Até lá!"

Créditos totais à: Out. ZeroForce Central. [2012]

Um comentário: